PANACÉIA DELIRANTE

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Ei, Alice:


Para quem está perdido, qualquer caminho serve...

3 comentários:

Fulô de Pitanga [Laura Franco] disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fulô de Pitanga [Laura Franco] disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fulô de Pitanga [Laura Franco] disse...

Lembro-me bem da parte que mais me angustia no filme "Alice no país das maravilhas" - o desenho:

Alice está no meio da floresta; é noite; há dois caminhos que se cruzam e na intersecção entre eles está Alice; passam por estes dois cachorros que tem na ponta de seus rabos pequenos espanadores; cada cachorro segue um dos caminhos enquanto seu rabo vai apagando-o em sueguida a cada passo; Alice assiste à tudo e sobra só, em plena noite, sem ter mais opçãos para onde seguir: todas foram apagadas.

(...) quem procura por uma saída que seja está achado. (...) pois para quem está perdido não há um único caminho. ...é o choque, o estupor, a imobilidade temente ao movimento.