PANACÉIA DELIRANTE

terça-feira, 16 de junho de 2009

Se você é homem nem leia.


Eu nunca havia presenciado uma cólica assim:
Ela tremia deitada no sofá quando cheguei para assistir à aula, já havia vomitado duas vezes. O remédio não conseguia chegar ao organismo, era expulso sem misericórdia. Eu sinceramente achei que era caso de internação, mas ela não quis.
Uma funcionária que havia prestado o primeiro socorro discursou para a platéia feminina que assistia à adoentada:
- As pessoas precisam entender que as mulheres são fisicamente mais frágeis que o homem. A menstruação é um aborto mensal. Vocês sabem o que é isso ? Abortar todo o mês ? É uma agressão ao corpo. Ainda assim a mulher tem que fazer tudo o que o homem faz e ainda tem que se manter bonita.
De início a fala da funcionária me perturbou negativamente – que mulher reacionária! – pensei. Passadas algumas horas, vendo algumas amigas reclamando de cólica e lembrando de mim mesma deitada no chão com as mãos sobre o ventre, penso:
Que lindo seria se nossa cultura houvesse o respeito, quem sabe até o “culto”, ao ciclo. Já imaginou:
• Licença Menstruação: não precisaríamos sair de casa.
• Bolsa Menstruação para absorvente, atroveran e chocolate.
• Desconto na locadora.
• Massagista de graça
É duro admitir, mas meu feminismo sucumbe na primeira TPM, retenção de líquidos, formigamento nas pernas, cólica. Passo de feminista a ULTRAFEMINISTA: Não quero direitos iguais! Quero mais! Por uma política condizente com as diferenças biológicas! Mulheres precisam de tratamento especial! Mulheres no poder! Mulheres no poder!

2 comentários: